Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Programa Nacional de Desfibrilhação Automática Externa com Novo Coordenador

 


O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) designou o Médico Miguel Soares de Oliveira como novo Coordenador do Programa Nacional de Desfibrilhação Automática Externa (PNDAE).


O PNDAE foi criado em 2009 e tem como objetivo estabelecer as regras a que se encontra sujeita a prática de Desfibrilhação Automática Externa (DAE) por pessoal leigo em ambiente extra-hospitalar, definindo os requisitos necessários quer para o licenciamento de programas de DAE quer para a acreditação de entidades ou escolas de formação em Suporte Básico de Vida (SBV) e DAE.


O PNDAE visa a criação pelo INEM de uma rede de DAE com o seguinte conteúdo:


Forma de integração das atividades de DAE na cadeia de sobrevivência;

Definição dos conteúdos do curso de formação específico de que depende a certificação dos operacionais de DAE;

Definição das prioridades e critérios técnicos da respetiva implementação;

Definição do funcionamento dos mecanismos de monitorização e de auditoria, no âmbito da DAE desenvolvida pelas entidades licenciadas.


Vários estudos internacionais têm revelado que a aplicação de manobras de SBV e DAE, em ambiente extra-hospitalar, por pessoal não médico, aumenta significativamente a probabilidade de sobrevivência das vítimas de paragem cardíaca por fibrilhação ventricular, com especial relevância quando são imediatamente iniciadas manobras de reanimação e administrado o primeiro choque nos três minutos após o colapso.


Por fim, o INEM enaltece a dedicação da Médica Teresa Pinto pelo seu desempenho enquanto Coordenadora do PNDAE.

Publicar um comentário

0 Comentários